Arábia Saudita é ‘a primeira autoridade reguladora’ a aprovar o acordo da Microsoft com a Activision Blizzard

A Arábia Saudita parece ser a primeira autoridade regulatória a aprovar a proposta de aquisição da Activision Blizzard por US$ 68,7 bilhões pela Microsoft.

Conforme observado pelo detetive do Twitter Klobrille, a Autoridade Geral de Concorrência da Arábia Saudita declarou no domingo que “não tem objeções” à proposta de compra da indústria de jogos.

Como é típico para esse tamanho de negócio, a aquisição da Activision Blizzard da Microsoft está sendo investigada por órgãos de regularidade em todo o mundo, que decidirão se está em conformidade com as leis de concorrência.

Espera-se que a FTC dos Estados Unidos forneça sua resposta ao acordo proposto em breve, enquanto a Autoridade de Concorrência e Mercados (CMA), equivalente do Reino Unido à FTC, estabeleceu um prazo de 1º de setembro para dar sua decisão inicial sobre o assunto.

A Microsoft entrou recentemente em uma guerra de palavras com a Sony sobre a proposta de aquisição, conforme revelado por documentos publicados pelo órgão regulador brasileiro CADE.

A Sony afirmou em correspondência publicada que a enorme popularidade do Call of Duty poderia levar o acordo a influenciar os jogadores a mudar do PlayStation para o Xbox.

Na época, argumentou: “Call of Duty é tão popular que influencia a escolha do console dos usuários, e sua comunidade de usuários leais está arraigada o suficiente para que, mesmo que um concorrente tivesse orçamento para desenvolver um produto semelhante, não seria capaz de rivalizar com ele.”

A Microsoft respondeu observando que, enquanto vários terceiros, incluindo Ubisoft e Bandai Namco, deram respostas ao CADE, a Sony foi a única empresa que alegou que Call of Duty estava em um gênero próprio, sem concorrência.

A Microsoft continuou afirmando que a Sony não queria ver os jogos Call of Duty no Game Pass no primeiro dia, porque “está ressentido por ter que competir com o serviço de assinatura da Microsoft”.

Em sua primeira resposta à proposta de aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft, publicada em janeiro, a Sony disse que espera que os jogos Call of Duty permaneçam multiplataforma devido a “acordos contratuais”.

O chefe de jogos da Microsoft também confirmou posteriormente sua intenção de manter Call of Duty nas plataformas PlayStation assim que a aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft for concluída.

No entanto, mais tarde foi alegado que a Activision Blizzard está contratualmente comprometida em lançar apenas os próximos três jogos Call of Duty para consoles PlayStation, incluindo Modern Warfare 2 deste ano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: